Espaços públicos com internet livre registraram 283.195 conexões em outubro

Pontos de internet serão expandidos com a contratação de Parceria Público Privada (PPP) para a implantação do Piauí Conectado

Ponto do Piauí Conectado na Praça da Bandeira em Teresina (Marcelo Cardoso)

Os pontos de internet livre do Governo do Estado, instalados em espaços públicos em Teresina e interior através da Agência de Tecnologia da Informação do Piauí (ATI), registraram 283.195 conexões durante o mês de outubro. Os dados são da equipe de monitoramento da agência de tecnologia estadual.

Os espaços públicos ganharam internet ainda em 2015, permitindo que a população se conecte de forma gratuita. Entre os pontos de maior acesso na capital estão o Centro Administrativo e a Biblioteca Cromwell Carvalho, na zona Sul e Centro de Teresina, respectivamente.

O senhor Davi Mendes trabalha como vigilante e conta já ter acessado a internet em locais como a Nova Potycabana, onde costuma passear com os filhos. Em visita ao Parque Zoobotânico, o trabalhador deu nota dez para o serviço. “Pra mim o Piauí Conectado é bom porque muita gente não pode ter a sua própria internet e o Piauí Conectado está vindo para beneficiar a quem não pode ter acesso. Se eu pudesse daria [nota] 10, trago meus filhos para passear e fico desfrutando da internet. Se puder expandir [o projeto] para outros locais, melhor ainda,” elogia.

Quem também tira proveito dessa conectividade é Feliciano Ferreira, vendedor em um dos quiosques do Parque Zoobotânico. “Tem seis meses que eu uso a internet livre aqui e é muito bom. Quando não tenho crédito, por exemplo, uso para chamar um Uber, no WhatsApp para envio de mensagem, vídeo e música,” conta.

A estudante Sara Nascimento já se conectou com a internet livre do estado em diversos pontos, entre eles a Praça da Bandeira e Biblioteca Cromwell de Carvalho, onde costuma estudar. “Ajuda muito, porque às vezes a gente precisa ver gabaritos, questões, então a gente pesquisa na internet”, afirma a estudante.

Piauí Conectado

A internet livre já funciona em 28 espaços públicos como praças, parques e bibliotecas no estado. Municípios como Paes Landim, Canto do Buriti, Curralinhos, Cocal dos Alves, Guaribas, Luzilândia, Cajueiro da Praia e Luís Correia já possuem a conectividade. Os pontos serão expandidos com a construção de uma rede dados, por meio do projeto Piauí Conectado, que está em fase de licitação e teve sua primeira etapa concluída no final do mês passado com o credenciamento de duas empresas: Globaltask e o Consórcio Linkintel.

A licitação ocorre na modalidade de Parceria Público Privada e o projeto prevê a instalação de cinco mil quilômetros de fibra ótica em todo o estado, interligando unidades administrativas e alcançando 82% da população. Na fase atual da licitação a Agência de Tecnologia analisa os dados técnicos das empresas.

Ensino à distância, envio de exames de hospitais do interior para central de laudos na capital, monitoramento de espaços públicos com câmeras de segurança estão entre os serviços que também serão disponibilizados a partir da implantação da rede de fibra ótica.

Conectando

Para acessar a rede de internet livre com o celular ou outro dispositivo móvel em qualquer um dos pontos, basta fazer o cadastro de usuário informando nome, CPF, telefone de contato, email e criar uma senha. O cadastro é realizado apenas uma vez e permite ao usuário acessar o serviço nos 28 pontos. A necessidade de cadastro segue regulamentação esepcificada pelo Marco Civil da internet.