Médicos suspendem atendimentos e realizam Paralisação de Advertência em Teresina

Durante todo o dia de hoje (02) acontece uma Paralisação de Advertência nos hospitais municipais de Teresina e os médicos estiveram concentrados durante essa manhã no Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo. A paralisação foi decidida em Assembleia Extraordinária, que aconteceu na terça-feira, dia 24 de abril, após votação unânime. Entre as reivindicações da categoria: Aumento na carreira médica do Município de Teresina; Condições de trabalho nos hospitais de Teresina; Ilegalidades cometidas contra os médicos da Fundação Municipal de Saúde.

Médicos suspendem atendimentos e realizam Paralisação de Advertência em Teresina. (Foto: Divulgação/Ascom)
Médicos suspendem atendimentos e realizam Paralisação de Advertência em Teresina. (Foto: Divulgação/Ascom)

Samuel Rêgo, presidente do Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (SIMEPI), reforça os motivos da suspensão nos atendimentos na data de hoje. “O SIMEPI vem recebendo denúncias dos médicos servidores públicos da Prefeitura de Teresina acerca das condições ruins de trabalho. Por conta disso, iniciamos um trabalho de fiscalização em todos os hospitais do município, constatando e vendo in loco as dificuldades que estes profissionais têm enfrentado. Entre elas, a sobrecarga excessiva de trabalho, pois há médicos realizando cerca de 150 atendimentos por plantão de 24 horas. Um verdadeiro campo de guerra, onde os pacientes, muitas vezes irritados pela demora, acabam agredindo os médicos. Além de que a necessidade de concurso para suprir essas demandas é urgente”, comenta.

Os médicos se reunirão em nova Assembleia Extraordinária na próxima terça-feira, dia 08 de maio, na sede do Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (SIMEPI) para analisar a paralisação e ver os novos rumos do movimento.

Médico reivindicam melhorias nas condições de trabalho. (Foto: Divulgação/Ascom)