quarta-feira, 20 de junho de 2018 - 06:44h

Essa é a página oficial do Blog Turismo Piauí. Você irá se surpreender com as “pedras preciosas” escondidas pelo estado e que merecem ser exploradas.

    Conheça o Parque Nacional Serra da Capivara, patrimônio da humanidade

    Você já esteve em um “patrimônio da humanidade”? Assim são chamados os locais considerados pela comunidade científica como de “inigualável e fundamental importância para a humanidade”. E o Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, é um desses patrimônios protegidos pela Unesco.

    A Pedra Furada é o cartão-postal do Parque Nacional da Serra da Capivara. (Foto: Edu Coelho)

    Por possuir diversos abrigos rochosos gravados com pinturas rupestres feitas há mais de 25 mil anos, o local se destaca por ser um testemunho de uma das ocupações humanas mais antigas da América Latina.

    Além de seus mais de 400 sítios arqueológicos, o parque também se destaca pela fauna e flora únicas. Quase 40% da caatinga protegida no Brasil está por lá.

    Diversidade de paisagens e animais

    Localizado em uma região de clima semiárido, o parque possui notável discrepância de paisagens. Uma hora o ambiente é seco e sem vida; e em outro o cenário é exuberante, cheia de plantas e cores vivas.

    Diversidade é a palavra-chave do lugar. O Parque possui formações rochosas, serras, vales e planícies. Mas cuidado para não se apaixonar pela geografia e esquecer a fauna. É que durante a visita certamente você encontrará tatus-bola, tamanduás, jaguatiricas, macacos-prego e até onças.

    Formações rochosas. (Foto: Edu Coelho)

    O que se tem para fazer?

    O que não falta no Parque Nacional Serra da Capivara são opções de lazer. Para os aventureiros, existem diversas opções de trilhas com variados níveis de dificuldade, além de passeios de bicicleta.

    Trilha do Parque Nacional da Serra da Capivara. (Foto: Edu Coelho)

    Depois da pedalada ou caminhada, relaxe nos vários mirantes espalhados pelo Parque.

    Vista superior da Pedra Furada. (Foto: Edu Coelho)

    Quem prefere uma programação mais tranquila pode visitar o Museu do Homem Americano. Seu acervo mostra as evidências da ocupação humana na região. O local também possui uma bela produção de cerâmicas com motivos de pinturas rupestres. Um ótimo souvenir de recordação da viagem!

    Cerâmicas com motivos de pinturas rupestres. (Foto: Edu Coelho)
    Foto: Reprodução

    Se depois de todas as atividades você ainda tiver energia, vale agendar uma visita aos paredões do Boqueirão da Pedra Furada, um dos sítios arqueológicos do Parque. Eles ficam iluminados à noite, quando se tornam ainda mais interessantes.

    Boqueirão Da Pedra Furada Iluminado. (Foto: Edu Coelho)

    Como chegar e onde se hospedar?

    O ideal é partir de Teresina. A cidade tem um aeroporto que recebe vôos de todo o País. Por vias terrestres, pode-se escolher entre ônibus e carro para ir à São Raimundo Nonato, onde fica o parque.

    A viagem é longa e pode durar até sete horas, mas a estrada se encontra preservada e a paisagem serve de bônus do passeio.

    Estrada que dá acesso a Serra da Capivara. (Foto: Edu Coelho)

    Para quem está com pressa, existem empresas de taxi aéreo em Teresina que fazem voos regulares para a cidade de São Raimundo. Além de ser mais rápida, a viagem vem com uma bela visão panorâmica das paisagens da Serra da Capivara.

    Gostou das dicas? Experimente colocar o Parque Nacional Serra da Capivara na sua lista de viagens, ele tem muito a oferecer.

      Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes

      Que o Brasil é cheio de belezas naturais, todo mundo sabe. Mas o que pouca gente sabe é que o País conta com um dos poucos “deltas em mar aberto” do mundo. O Delta do Parnaíba, no Piauí, é o único das Américas em mar aberto. Mas o que encanta os turistas aqui não é a curiosidade geográfica, e sim a exuberância da natureza.

      Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Delta do Parnaíba. (Foto: Divulgação/Setur)

      O Delta do Parnaíba conta com mais de 70 ilhas quase intocadas e prontas para serem exploradas – com responsabilidade – pelos turistas. O local é riquíssimo em diversidade. Por lá é possível encontrar mangues, lagoas, dunas, espelhos d´água e muitos animais silvestres.

      Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Delta do Parnaíba. (Foto: Janaina Leocadio)
      Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Dunas do Delta do Parnaíba. (Foto: Janaina Leocadio)

      Raridade da natureza

      Rio ou praia? A dúvida que assola a mente dos turistas durante as férias não tem lugar no Delta do Parnaíba. Afinal, “delta” é um terreno em formato triangular que se desenvolveu no local em que o rio encontra o mar. É uma formação geológica rara.

      No caso do Parnaíba, mais raro ainda. Esse tipo de formação em mar aberto só existe em mais dois lugares do Globo: no rio Nilo, no Egito; e no Me Kong, no Vietnã.

      Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Delta do Parnaíba, formação geológica rara. (Reprodução)

      Ilha Grande é ponto de partida

      Só a exclusividade já valeria a visita. Mas o Parnaíba é majestoso demais para se contentar com isso. Os visitantes que desejam conhecer a fundo seus segredos precisam visitar a Ilha Grande, no Delta, e fazer um passeio de barco pelo rio. No caminho, encontro marcado com a fauna local, que inclui diversas espécies de peixes, macacos, jacarés, tartarugas e  a a revoada dos pássaros guarás, uma das belezas naturais do Delta do Parnaíba.

      Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Rio Parnaíba, Ilha Grande-PI. (Foto: Janaina Leocadio)
      Revoada dos Guaras - Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Revoada dos Guarás. (Foto: Janaina Leocadio)

      Nos dias de calor as águas mornas do rio e do mar são um convite ao relaxamento e ao descanso. Quem quiser ainda mais conforto pode reservar um tempinho para almoçar na Ilha das Canárias, uma das poucas áreas habitadas do Delta.

      O risco aqui é se apaixonar pelo visual e decidir esticar o final de semana. Mas mesmo nesse caso não há problema. Ilha Grande e Ilha das Canárias apresentam boa estrutura de pousadas, que permitem aos turistas esticar a visita ao paraíso.

      Ah! Quando estiver em Ilha Grande esperando o barco que vai te levar ao passeio pelo Delta do Parnaíba, não deixe de visitar a “Casa das Rendeiras”. O local produz um artesanato padrão exportação.

      Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Delta do Parnaíba (Foto: Reprodução)
      rendeiras de ilha grande - Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Rendeiras de Ilha Grande-PI. (Foto: Reprodução/ Missão Digital, Gshow)

      Fãs de esportes radicais também podem se divertir no Delta do Parnaíba. Pertinho de Ilha Grande fica a praia da Pedra do Sal, destino preferido dos surfistas piauienses e dos praticantes de kitesurf.

      praia da Pedra do Sal - Raridade da natureza, Delta do Parnaíba reserva surpresas aos visitantes
      Praia da Pedra do Sal, Parnaíba-PI. (Foto: Janaina Leocadio)

      Ação, aventura, ilhas selvagens e rios relaxantes estão no pacote de qualquer visita ao Delta do Parnaíba. O que você está esperando para visitar esse pedaço do paraíso? Venha para cá e incentive seus amigos a virem também, compartilhando esse artigo nas redes sociais.

      Saiba mais

      Piauí conta com atrações para todos os tipos de turistas

      Kitesurf no Delta do Parnaíba é destaque no Esporte Espetacular

        Piauí conta com atrações para todos os tipos de turistas

        O que você prefere fazer nas férias: tomar banho de mar, mergulhar em um refrescante rio, praticar esportes radicais ou explorar dunas de areia quase selvagens? Não precisa escolher! Um estado do Nordeste tem todas essas atrações: o Piauí. Saiba mais sobre as vantagens do turismo no Piauí.

        Embora não seja um dos estados líderes na atração de turistas, o Piauí tem vivido uma explosão, nos últimos anos, na quantidade de visitantes. Esse aumento fez com que os municípios piauienses investissem cada vez mais em infraestrutura para receber o público.

        Mais de 70 cidades já contam com algum tipo de investimento para atrair os turistas. O grande número é reflexo da quantidade de atrações.

        Praias paradisíacas

        Quem faz questão de curtir as praias de águas quentes do Nordeste, por exemplo, pode visitar o balneário de Luís Correia, a 360 km de Teresina. Por lá, a ferveção acontece nas praias de Atalaia e Coqueiro, que costumam ficar lotadas aos finais de semana.

        Praia de Atalaia, Luis Correia-PI.
        Praia do Coqueiro, Luis Correia-PI. (Reprodução)

        Quem deseja mais sossego e não faz questão de ter barracas e restaurantes por perto, pode aproveitar Carnaubinhas, que ainda está bastante preservada. Ali pertinho fica a praia de Macapá, ideal para famílias com crianças, já que possui águas calmas.

        Praia de Carnaubinhas, Luís Correia-PI.
        Praia de Carnaubinhas, Luís Correia-PI. (Foto: Fábio Andrade)
        Praia de Macapá, Luis Correia-PI. (Foto: Reprodução)

        Mas se o que você procura mesmo é mais agito, a dica é praticar kitesurfe na praia de Barra Grande.

        Praia de Barra Grande, Cajueiro da Praia-PI. (Foto: Alyssonn Karol)
        Praia de Barra Grande, Cajueiro da Praia-PI. (Foto: Janaina Leocadio)

        Mais do que banho de mar

        Quem tiver um pouco mais de tempo não pode deixar de conhecer o Delta do Paranaíba, o terceiro maior delta do mundo. Um passeio de barco pela região revela cerca de 80 arquipélagos que preservam uma fauna e flora quase intocadas.

        Delta do Parnaíba. (Foto: Divulgação)
        Delta do Parnaíba. (Foto: Janaina Leocadio)

        Cansou dos banhos de mar? Tudo bem. A capital do Piauí, Teresina, também tem seus atrativos. Chamado de “Cidade Verde” por conta de suas praças e parques, o município é ótimo para quem deseja um contato mais próximo com a natureza.

        A dica por lá é passear pelo “Parque Ambiental Encontro dos Rios Poty e Parnaíba”. Essa área de preservação ambiental conta com trilhas e mirantes que permitem uma bela visão dos rios que passam pela cidade.

        Parque Ambiental Encontro dos Rios, Teresina, PI. (Foto: Divulgação/Enéas Barros)

        A 200 km de Teresina fica o Parque Nacional das Sete Cidades, cujo maior atrativo são as formações rochosas que lembram cabeças humanas e de animais. Aproveite para mergulhar nas diversas cachoeiras e laguinhos que surgem nos períodos chuvosos.

        Parque Nacional das Sete Cidades. (Foto: Divulgação/ Governo do Piauí).

        Por fim, o mais importante: o Parque Nacional Serra da Capivara. Trata-se de uma oportunidade única para que o visitante conheça um dos patrimônios culturais da Unesco. São mais de 900 sítios arqueológicos com pinturas e gravuras rupestres que têm entre seis mil e 22 mil anos. Uma verdadeira aula de história.

        Parque Nacional Serra da Capivara, São Raimundo Nonato-PI. (Foto: Eduardo Coelho)
        Pinturas Rupestres, Parque Nacional Serra da Capivara, São Raimundo Nonato-PI. (Foto:Eduardo Coelho)

        Gostou do artigo? Que tal convidar um amigo para fazer turismo no Piauí? Compartilhe esse artigo com ele.

          Próximo destino: Turismo Piauí

          O turismo no Piauí se prepara para decolar. O estado aumentou em 200% (entre 2016 e 2017) a quantidade de municípios listados no Mapa do Turismo, um crescimento espetacular. Mas o que significa isso, na prática?

          Significa que o número de municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e que desenvolvem políticas públicas para o setor teve uma explosão no último mapa, produzido pelo Ministério do Turismo.

          Esse aumento no interesse pela indústria turística, entretanto, não foi acompanhado da devida divulgação dos atrativos do estado. E é para preencher essa lacuna na comunicação do turismo do Piauí que está sendo lançado agora o blog “Turismo Piauí”.

          Esse espaço de divulgação das belezas e atrativos do estado estará inserido no portal Conexão 86, lançado em 2016 com a proposta de informar os piauienses sobre as principais notícias locais. Agora, o Conexão 86 dá um novo passo, atraindo a atenção dos internautas de fora do estado que desejam conhecer um pouco mais sobre os principais produtos turísticos do Piauí.

          A partir de hoje os brasileiros terão acesso a um verdadeiro catálogo de atrativos do estado. Serão abordados no blog os principais pontos turísticos do Piauí, belezas naturais, manifestações culturais, eventos, dicas de passeios e hospedagens, e destaques gastronômicos.

          Próximo destino: Turismo Piauí

          Joias escondidas

          Mas o Piauí Turismo vai além do óbvio. Aqui serão abordadas também aquelas atrações que apenas os habitantes locais conhecem, mas que deveriam ser visitados por turistas de todo o mundo.

          Você irá se surpreender com as “pedras preciosas” escondidas pelo estado e que merecem ser exploradas.

          Próximo destino: Turismo Piauí

          Padrão Conexão 86 de jornalismo

          Todas as matérias produzidas seguirão o padrão de jornalismo a que o leitor já está acostumado no Conexão 86. Os princípios editoriais continuam os mesmos: isenção, correção e agilidade. A linguagem é que muda um pouco: o tom será descontraído, como devem ser, por sinal, todas as férias.

          Nossa visão é de nos tornarmos o maior portal sobre turismo do Piauí. Alcançaremos esse objetivo por meio da publicação de assuntos úteis e interessantes para os leitores.

          A integração com o portal Conexão 86 também permitirá um cruzamento de informações entre o portal e o blog, informando turistas e piauienses sobre as principais notícias do setor e os acontecimentos que podem impactar os programas de lazer de moradores e visitantes.

          Por fim, é importante ressaltar que esse é um espaço aberto e interativo. Não deixe de escrever seus comentários nas postagens, elas são importantíssimas para que o Brasil e o mundo saibam cada vez mais sobre o turismo do Piauí.