Dez sinais de que seu cachorro precisa de ajuda

Saiba quais são os sintomas que seu amigão apresenta quando há algo de errado com ele

O Dia do Cachorro é comemorado em 4 de outubro. Esses animais de estimação estão entre os mais queridos e populares, devido a características como companheirismo e lealdade, além de toda a fofura. Nesta data, instituições de proteção aos animais promovem campanhas de conscientização contra maus tratos e alertam sobre os cuidados necessários aos bichos. As ONGs também estimulam a adoção consciente e ressaltam a importância da castração para evitar o aumento do número de cães na rua.

Cuidar desses animais requer mais que água, comida e abrigo. Eles, assim como os humanos, têm necessidade de atenção, desenvolvem predileções e traumas. Se com o recurso da fala é possível ter dificuldades de expressar conflitos internos, a barreira para que os cães demonstrem suas questões psicológicas é ainda maior.

Para ajudar na relação entre humanos e seus companheiros, o terapeuta de cães Bruno Leite listou dez sinais que o seu melhor amigo dá quando há algo de errado com ele. De acordo com o especialista, os desvios de comportamento costumam ser sintomas de frustração, ansiedade e medo, que só podem ser resolvidos quando tratados direto na causa. Cães são animais sociais, logo toda família deve participar do processo:

— Experimente praticar todas as dicas em conjunto. Elas darão ao seu cachorro a sensação de bem-estar e pertencimento à família, aumentando a qualidade de vida de todo o grupo, evitando problemas comportamentais e emocionais — explica o terapeuta.

1) Destrói objetos e móveis na sua ausência

Possivelmente é tédio. Nós, quando ficamos em casa, temos muitas opções de lazer como TV, leitura e internet. Os cães também precisam dessa interação. Deixe alguns brinquedos espalhados, principalmente os que têm espaço para colocar comida dentro para o cachorro tirar. Isso o mantém entretido por algum tempo e o faz gastar energia.

2) Bebe mais água que o normal fora das estações quentes

Além da possibilidade de indicar algum problema renal ou diabetes (é necessário consultar um veterinário de confiança), também é um bom indício de que ele está entediado. Na falta do que fazer, ele cria atividades recompensadoras, como beber água. Ajuste o esquema de caminhadas do seu cão, levando-o para passear todos os dias por pelo menos 20 minutos para que ele tenha atividades prazerosas junto à família.

3) Chora ou uiva na sua ausência

Pode ser um indicativo da Síndrome de Ansiedade de Separação, que demanda tratamento terapêutico, sendo necessário a consulta com um especialista em comportamento animal ou canino.

4) Se agita muito na hora de dormir

Pode ser um indicativo de que ele está ficando um longo período sozinho e se sentindo excluído da rotina de casa. Tire uma hora por dia para o seu amigão além dos cuidados básicos, como comida, passeio e banho. Brinque com ele e faça sessões de carinho, massagem e escovação para que a necessidade de atenção seja saciada.

5) Não desgruda de você nem para ir ao banheiro

Pode ser um sinal de dependência por vocês passarem muito tempo juntos ou separados. Ensine seu cão a gostar de ficar sozinho. Use um brinquedinho recheado com pasta própria para cães e fique do outro lado de um portãozinho enquanto, longe de você, ele se delicia com a guloseima. Assim, ele aprenderá que ficar afastado de você também pode ser legal.

6) Late para outros cães na rua

É um indicativo de que ele não foi corretamente socializado com outros cães na infância ou adquiriu um trauma, que costuma vir do uso de enforcadores ou de puxões na coleira. Seu amigo associa outros cães a enforcamento. O passeio deve ser feito de coleira peitoral, guia relativamente longa e sem punições.

7) Faz xixi com a chegada de alguém

Cães adultos que fazem xixi com a chegada de alguém pode indicar conflito emocional entre interagir e fugir da pessoa. Cesse qualquer tipo de bronca ou punição e espere ele se acalmar para cumprimentá-lo na chegada.

8) Lambe demais as patas

Pode indicar tanto um problema dermatológico (consultar seu veterinário) quanto problemas ligados a falta de estimulação física e mental. Uma boa dica é aposentar o velho pote de comida do seu cão e passar a colocar a ração em brinquedos específicos ou dentro de garrafas pet com pequenos furos por onde passa a comida.

9) Faz necessidades fisiológicas em local errado, mesmo depois de um longo período fazendo no lugar certo

Se não houve nenhuma mudança de local do banheiro canino, pode indicar que o cão está demandando mais atenção. Nesses casos, ignore completamente este comportamento e jamais brigue. A bronca estimula esse comportamento. Recompense-o com muito carinho toda vez que acertar o local. Ele aprenderá a chamar sua atenção com a atitude certa, e não errada.

10) Late para qualquer barulho

É um comportamento típico de cães inseguros ou que vivem em ambientes estressantes. Nesse caso, dar broncas acentua o problema. Experimente desviar a atenção do cão para você, solicitar alguns comandos básicos como “senta” e “fica” e parabenizá-lo porque optou ir até você em vez de latir para o barulho. Não esqueça de sempre elogiá-lo e dar recompensa toda vez que um barulho acontecer e ele simplesmente ignorar. Assim, o ambiente passa a ser agradável, estimulante e você se torna um tutor mais legal, reforçando os laços de família.

COMPARTILHAR