TRE defere candidatura do deputado Heráclito Fortes

O deputado federal Heráclito Fortes (DEM), candidato à reeleição, teve seu registro de candidatura deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral. Por unanimidade, os membros do TRE declararam improcedente a impugnação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral.

O deputado teve o pedido de impugnação da sua candidatura feito pelo procurador-regional eleitoral, Patrício Noé da Fonseca, e pela coligação “Poder Popular na Construção do Piauí”, formada pelos partidos PSOL e PCB, por conta de condutas acontecidas no ano de 1990, quando Heráclito ainda era prefeito da capital.

Hoje, por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral deferiu o pedido de candidatura do deputado, assim como aconteceu nas duas últimas eleições, em 2010 e 2014.

A assessora jurídica do deputado, advogada Geórgia Nunes, comenta a decisão. “A justiça, por unanimidade, reconheceu que não paira sobre o candidato nenhuma causa de inelegibilidade e que ele preenche todos os requisitos para ser candidato. Heráclito segue, assim, com sua campanha de forma limpa e transparente”, diz Geórgia Nunes.

Para Heráclito, o pedido de impugnação da sua candidatura tinha a intenção, apenas, de confundir seus eleitores, uma vez que se repete a cada eleição que concorre. “Esse é um fato recorrente e que a cada quatro anos meus adversários insistem numa tese que já é vencida, apenas com o objetivo de criar confusão entre meus eleitores”, comenta.

“Quero agradecer a solidariedade e o conforto que recebi de todos os amigos. Quero dizer ao Piauí que tenho uma vida limpa e dedicada ao Piauí e à sua História”, diz Heráclito.

O deputado segue sua campanha viajando pelo interior do estado ao lado do candidato a governador Luciano Nunes e tem, na sua programação, uma grande reunião na capital para a próxima semana.

Fonte: Ascom

COMPARTILHAR