São Paulo vira líder do Brasileirão 2018 após vencer Vasco por 2 a 1

O torcedor do São Paulo pode comemorar. Neste domingo (5), no Morumbi, o Tricolor paulista derrotou o Vasco por 2 a 1 e, pela primeira vez em três anos, fechou uma rodada do Campeonato Brasileiro na liderança – desde a sétima jornada de 2015 a equipe não vivia tal situação.

Os gols foram marcados pelo equatoriano Joao Rojas, no primeiro minuto, e pelo colombiano Tréllez, aos 35 minutos da etapa final. Pikachu descontou para o Vasco no início do segundo tempo. O São Paulo soma 35 pontos com o triunfo. No sábado (4), em Porto Alegre, o vice Flamengo perdeu para o Grêmio por 2 a 0 e se manteve com 34.

O jogo deste domingo marcou também a despedida do lateral-direito Militão. Negociado pelo Porto, que pagou 4 milhões de euros para o São Paulo, ele viaja para a Portugal nesta semana. Recém-contratado, Bruno Peres deve assumir a posição no nacional.

A equipe do técnico Diego Aguirre agora terá dois dias de folga e se reapresenta na quarta-feira, no CT da Barra Funda. O time volta a jogar pelo nacional no domingo (12), em Recife, contra o Sport.  Já o Vasco, estacionado no 12º lugar com apenas 19 pontos, volta a campo na quinta-feira (9), pela Copa Sul-Americana, para enfrentar a LDU (Equador). Pelo Brasileiro, os cariocas enfrentam o Palmeiras, no próximo domingo (12), mais uma vez fora de casa.

São Paulo venceu o Vasco  (Crédito: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)
São Paulo venceu o Vasco (Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)

Reforços

Diego Aguirre pôde contar com o retorno de três peças importantes de seu elenco. Depois de cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo recebido no Brasileiro, Militão, Arboleda e Hudson voltaram a atuar. Jucilei, que se recuperou de lesão muscular na coxa esquerda, foi relacionado mas começou o confronto no banco de reservas.

Gol relâmpago, o primeiro de Rojas O Vasco não teve tempo nem para se organizar direito em campo e viu o São Paulo abrir o placar. Com uma mãozinha da sorte, João Rojas marcou o seu primeiro gol com a camisa do Tricolor paulista.  Ainda no primeiro minuto da partida, Militão desceu pela direita e cruzou para a área, Ricardo tentou o corte e a bola bateu no equatoriano e entrou.

São Paulo venceu o Vasco  (Crédito: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)
São Paulo venceu o Vasco (Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)

Disposição vascaína e chance de Diego Souza

Com o São Paulo em vantagem no placar, o Vasco tentou chegar ao ataque, mas tinha dificuldade para levar perigo ao gol de Sidão. Já os donos da casa aproveitavam para utilizar uma de suas principais qualidades, o contragolpe em velocidade. Em uma destas investidas, Diego Souza quase fez o segundo. O atacante recebeu na área o lançamento de Nenê e chutou, mas Martín Silva defendeu.

Pressão tricolor

Na sequência da primeira etapa, o Vasco até mostrou vontade, porém não conseguia criar. Já o São Paulo era muito mais perigoso, mesmo sem ter tanta posse de bola. Everton, Nenê e Diego Souza tiveram oportunidades.

Pikachu não perdoa

O roteiro parecia ser repetido no segundo tempo. Nos primeiros instantes da etapa final, o Vasco seguiu com mais tempo a bola nos pés. No entanto, faltava um pouco mais de objetividade para a equipe visitante.  Já os donos da casa apostavam nos contra-ataques. Mas Yago Pikachu mudou a história do jogo. aos nove minutos. Giovanni Augusto deu belo lançamento para Pikachu, que ganhou na corrida de Bruno Alves e tocou na saída de Sidão para empatar.

Torcida apoia, Aguirre muda e Tricolor vence

Com o indesejado empate em casa, o São Paulo adotou uma postura mais ofensiva e, no embalo da torcida, atacou o adversário até recuperar a vantagem no placar.Já o Vasco, agora com os contragolpes, ainda levava perigo e fez Sidão trabalhar. Então ciente de que precisava da vitória, Aguirre mexeu na equipe, ao colocar Bruno Peres (no lugar de Militão); Tréllez (Diego Souza) e Nenê (Gonzalo Carneiro) na parte final do jogo. As alterações surtiram o resultado esperado e o atacante colombiano marcou de cabeça, após cruzamento de Everton.

Abraço de líder

Na hora do gol de Tréllez, Diego Aguirre fez questão de abraçar Diego Souza e Nenê, que tinham sido substituídos no segundo tempo. Durante o jogo com o Cruzeiro, na rodada anterior, o meia havia reclamado do treinador ao dar lugar para um colega durante o segundo tempo. A situação foi resolvida durante a semana.

São Paulo venceu o Vasco  (Crédito: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)
São Paulo venceu o Vasco (Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)

SÃO PAULO 2 x 1 VASCO

Data: 5 de agosto de 2018 (domingo)

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Klebe Lucio Gil (Fifa-SC) e Helton Nunes (SC)

Público/Renda: 53.437 presentes / R$ 1.753.486,00

Cartões amarelos: Oswaldo Henriquez e Luiz Gustavo (VAS)

Gols: Rojas, a 1 minuto do primeiro tempo, e Tréllez, aos 35 minutos do segundo tempo (SPO); Yago Pikachu, aos 9 minutos do segundo tempo (VAS)

São Paulo

Sidão; Éder Militão (Bruno Peres), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Nenê (Carneiro) e Liziero; Rojas, Diego Souza (Tréllez) e Everton Técnico: Diego Aguirre

Vasco

Martin Silva; Luiz Gustavo (Rafael Galhardo), Oswaldo Henriquez, Ricardo Graça e Ramon; Desabato, Andrey, Yago Pikachu (Caio Monteiro), Giovanni Augusto (Kelvin) e Thiago Galhardo; Andrés Ríos Técnico: Jorginho

São Paulo venceu o Vasco  (Crédito: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)
São Paulo venceu o Vasco (Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)

Fonte: Com informações Uol