HUT alerta para o risco do aumento de queimaduras no período junino

Com especialistas de plantão 24 horas, a Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do HUT recebe pacientes vítimas de queimaduras de média e alta complexidade

HUT alerta para o risco do aumento de queimaduras no período junino (Foto: Reprodução)
HUT alerta para o risco do aumento de queimaduras no período junino (Foto: Reprodução)

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) é o único hospital do Piauí que oferece à população uma unidade especializada no tratamento de queimados. Com especialistas de plantão 24 horas, a Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do HUT recebe pacientes vítimas de queimaduras de média e alta complexidade. Durante o período junino é comum o aumento no número de atendimento de vítimas de queimaduras, sobretudo por fogo.

É tradição o uso de fogueiras e fogos de artifícios nesse período e para sensibilizar a população sobre os riscos de queimaduras a direção do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) faz um alerta e destaca os principais cuidados. De acordo com Gilberto Albuquerque, diretor geral do HUT, os pais ou responsáveis devem ficar atentos as suas crianças, pois nesse período é comum elas brincarem perto de fogueiras e com fogos de artifício.

“O número de casos de queimaduras costuma aumentar nesse período, principalmente com crianças. É preciso ter bastante cuidado. As queimaduras com fogo, especificamente, apresentam um aumento de mais de 100%. Em junho do ano passado foram atendidas 19 pessoas vítimas de queimaduras, sendo que 11 foram com fogo. Esse número é preocupante se comparado com a média registrada durante o ano que é de seis pacientes”, explicou o diretor.

Dr. Denyberg Santiago, cirurgião plástico e gerente médico da Unidade de Queimados do HUT, disse que as queimaduras por substâncias quentes também são muito comuns, pois as crianças costumam ficar perto dos fogões durante o preparo das comidas típicas. “O aumento na manipulação de líquidos quentes pode causar queimaduras graves. As crianças são as principais vítimas.

Somente este ano foram atendidas no HUT 39 pessoas vítimas de queimaduras com substância quente, destas 20 eram crianças de até 12 anos. Esse índice é muito alto, portanto é preciso redobrar os cuidados”, destacou o médico.

Sobre a colocação de substancias no local das lesões o médico explicou: “Não se deve colocar nenhum tipo de substância caseira em queimaduras. As pessoas costumam colocar pó de café, pasta de dente, porém nada disso é utilizado para tratar esse tipo de lesão. As bolhas só devem ser estouradas no ambiente hospitalar”, disse.

As queimaduras são classificadas de acordo com a gravidade, 1° ao 4° grau. As de 1° grau são aquelas consideradas mais simples que atingem a pele superficialmente. As queimaduras de 2° grau atingem a epiderme e a derme da pele caracterizada pela formação de bolhas. Já as de 3° grau podem atingir até os músculos e outros tecidos. As de 4° grau acometem todos os tecidos da pele e podem atingir órgãos e tendões.